Olho vivo para o rosto crescer direito

Posted on 9 de outubro de 2009. Filed under: Crianças, Ortopedia Facial | Tags:, , |

Ortopedista facial afirma que acompanhamento nos primeiros anos de vida é fundamental para garantir uma face harmoniosa na idade adulta

1gmnrA crença popular diz que o rosto da pessoa será exatamente aquilo que está escrito no código genético, mas a verdade não é bem essa. Logo ao nascer, os fatores ambientais começam a agir sobre a criança e vão influenciar a maneira como a sua face se desenvolverá. A afirmação é do ortodontista e ortopedista facial, Gerson Köhler, que assegura ser possível administrar esse jogo de estímulos, desde que a intervenção corretiva e normalizadora seja em idade precoce.
O método de acompanhamento do crescimento do rosto infantil é chamado de Monitoração Ortopédica da Face Pediátrica – MOFP – e deve começar o mais cedo possível, pois é nos primeiros anos de vida que os traços e tendências de crescimento se consolidam. Pesquisas de Centros de Crescimento Facial nos Estados Unidos mostraram que cerca de 60% do crescimento facial já está completo aos quatro anos de idade, e 90%, aos 12.
O que os números indicam é que a chance de interferência clínica normalizadora vai diminuindo progressivamente. “O potencial terapêutico é melhor aproveitado quando a intervenção clínica se dá no momento certo. As pessoas ainda costumam achar que o mais correto é esperar até a adolescência para procurar um especialista, mas nisso o problema vai se instalando e depois o nível de dificuldade para tratar e normalizar pode se tornar mais difícil. Perdem-se os chamados estirões (épocas de aceleração) do crescimento da face”, afirma Köhler.
Mesmo antes de a criança apresentar níveis de colaboração para a normalização das funções e formas do rosto – o que só ocorre por volta do período pré-escolar – as variáveis nocivas que estejam presentes devem ser monitoradas e excluídas ou – pelo menos – minimizadas. Isto costuma ser levado a efeito em contexto interdisciplinar médico-odontológico-fonoaudiológico, num trabalho clínico multiprofissional muito importante para a futura formação morfológica e estética da face infantil.
O monitoramento facial é feito nos mesmos moldes dos realizados por médicos pediatras. O foco, no entanto, é a saúde, harmonia e beleza facial. Perceber desvios que estejam ocorrendo na formação do rosto infantil não é simples, exige um profundo conhecimento do complexo e continuado processo de crescimento craniofacial, que exige observação e cuidados periódicos. As chamadas curvas de crescimento infantil e a relação da maturidade óssea com a idade cronológica são variáveis importantes a serem observadas.“Regularmente, recebemos os pacientes para avaliar como estão crescendo, sempre de olho nas estruturas faciais e nas funções, como mastigação, respiração, deglutição e a fala”, explica Juarez Köhler, ortopedista facial e responsável pelo MOFP, na clínica Kohler Ortofacial.
Ataque invisível
Tanta precaução se explica pela forma como o rosto da criança é modificado. Hábitos como chupar o dedo, usar mamadeira por tempo demasiado, respirar pela boca, morder objetos utilizam de forma inadequada os músculos faciais que, com o tempo, acabam alterando os ossos aos quais se prendem. Os ossos são extremamente maleáveis na fase infantil e – ao tempo que crescem – são moldados pelo trabalho muscular. Se a ação muscular está inadequada, a base óssea também ficará.
Somente o olhar especializado pode perceber os erros no crescimento progressivo da face da criança. Os pais só vão notar que há algo fora do normal quando a deformação já está estabelecida. “Muitas vezes, só observar o paciente abrindo e fechando a boca já dá indícios dos níveis de assimetria que esteja se instalando no rosto da criança”, esclarece Gerson Köhler, com base não só em sua atividade clínica, mas também em mais de duas décadas de docência na formação de pós-graduados em sua especialidade.

Make a Comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: