aparelho digestivo

Como me prevenir do câncer de intestino?

Posted on 8 de outubro de 2009. Filed under: aparelho digestivo | Tags:, , |

Receber a notícia de que você tem chances de desenvolver um câncer é algo muito complicado de lidar, mas é preciso calma. No caso do câncer de intestino, se o diagnóstico for precoce, a chance de cura é de até 90%. Então, a prevenção é muito importante.

O tumor costuma atingir o intestino grosso, que é dividido em cólon e reto. O exame apropriado para verificar a ocorrência da doença vai depender em quais dessas partes o câncer se instalou. Os sintomas mais comuns são sangramento nas fezes, diarréia, muco amarelado e dores no momento de excreção. Disfunções de digestão sem razão alimentar aparente devem ser sempre investigadas.

No caso do reto, um simples toque retal já é suficiente para constatar o problema, mas no cólon é necessário um exame mais sofisticado: a colonoscopia. Este procedimento foi um marco importante no conhecimento do funcionamento e estrutura do intestino. Ele possibilita ver, além dos tumores, problemas inflamatórios e pequenos pólipos que originam o câncer.

Os pólipos são, na realidade, tumores benignos que demoram entre 10 e 15 anos para se transformarem em malignos. Logo, se descobertos precocemente, eles são retirados e o paciente se livra da doença antes que ela comece. Aí a extrema utilidade da colonoscopia.

A melhor maneira de prevenir é manter hábitos de vida saudáveis, diminuindo os fatores de risco, visto que aspectos como a idade e o histórico familiar, por exemplo, não podem ser mudados. Então, o ideal é ingerir muita fibra e pouca gordura animal, deixar de lado o cigarro, as bebidas alcoólicas e alimentos com corantes. Manter a prática de exercícios físicos regulares e fazer os exames de prevenção. O câncer não é brincadeira, mas com o cuidado adequado há sobrevida com certeza.

Doutor Carlos A. Sabbag (CRM-PR 9950)
Médico Cirurgião do Aparelho Digestivo
Blog: http://carlossabbag.wordpress.com
Email: cas-sac@hotmail.com
Fone 41 3274-8910
Endereço: Rua João Alencar Guimarães, 64, Santa Quitéria, Curitiba/PR.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Cirurgia bariátrica é ferramenta importante contra a obesidade

Posted on 21 de setembro de 2009. Filed under: aparelho digestivo | Tags:, , , , , |

Videolaparoscopia garante conforto aos pacientes, mas deve ser usada somente com fins médicos

A obesidade é uma das principais doenças em nível mundial. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, em 2005, 400 milhões de adultos eram obesos e a projeção é de que o número aumente para 700 milhões em 2015. Na busca por se livrar deste mal, a cirurgia bariátrica ganhou uma posição importante, com resultados muito satisfatórios na redução do peso dos pacientes.

Existem três tipos de cirurgia realizadas: as restritivas, cujo principal método é o uso de uma argola entre o esôfago e o estômago; as restritivas com desvio do trânsito intestinal, com diminuição da porção do estômago que entra em contato com a comida; e as bílio-pancreáticas, nas quais se interfere na absorção e não na ingestão dos alimentos. “O procedimento é escolhido com base no Índice de Massa Corpórea e no que o paciente costumar comer”, afirma o médico cirurgião do aparelho digestivo, Dr. Carlos Sabbag.

Como toda intervenção cirúrgica, a bariátrica também tem seus riscos e exige muito cuidado, mas o avanço da medicina melhorou bastante esse cenário. A moderna videolaparoscopia é muito menos invasiva que a cirurgia tradicional. A técnica utiliza uma pequena câmera que, introduzida no abdômen, permite ver o interior do organismo. Por isso, apenas pequenos cortes são necessários para possibilitar o trabalho do médico, o que traz muito menos transtornos ao operado, com tempo de internação e recuperação mais curtos.

A preparação para a cirurgia também é muito importante. Sabbag diz que, fora a rotina de pré-operação do paciente (exames, medicamentos, jejum quando necessário, acompanhamento, entre outros pontos), é interessante que ele procure perder peso antes da operação, pois facilita o trabalho do anestesista. A parte psicológica também merece a atenção neste momento, para que a pessoa e a família estejam em condições de enfrentar bem os dias antes de depois da cirurgia.

O pós-operatório costuma ser tranqüilo, principalmente para quem passou pela cirurgia videolaparoscópica. O retorno às atividades diárias pode ser feito entre 10 e 15 dias após a alta, já exercícios físicos mais pesados o período de repouso é de um mês.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...